sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Os encantos do Gergelim Cozinha Contemporânea

Há tempo passo em frente a uma casinha com fachada amarela na Lagoa da Conceição. Em minha cabeça, tinha a convicção de que era um empório de produtos naturais. Uma certeza que nunca foi confirmada por ninguém a não ser eu mesma.

Aconteceu que fomos convidados a conhecer o Gergelim, a tal casinha charmosa, e descobri que ali funcionava um restaurante de cozinha contemporânea. Na sexta-feira, 9 de novembro, nos direcionamos à Lagoa da Conceição no horário marcado para mais uma experiência gastronômica.









O nome Gergelim caiu muito bem ao bistrô. A semente é extremamente nutritiva, fonte de proteínas e rica em gorduras monoinsaturadas (gordura boa), concentração de fibras, cálcio e alto teor de fósforo, rica em vitaminas do complexo B, e utilizada na preparação de pratos de cozinhas de todo o mundo. A nutrição e contemporaneidade são itens chave na proposta da casa.

"Comer bem", este é o lema do Gergelim. O enfoque está nos ingredientes e preparação dos pratos, o restante, como bebidas, fica para segundo plano. Apesar de possuir algumas opções de bebidas, como o suco orgânico de tangerina, o importante é que a sensação que a comida oferece ao cliente não seja apagada pela deglutição de outros líquidos. Essa proposta é tão confiante que quem for ao Gergelim pode levar seu próprio vinho, sem que haja custo nenhum sobre a rolha. Muito bacana.




Quem nos recebeu e atendeu durante toda a noite foi a simpática Vanessa. Apenas ao final do jantar conhecemos o chefe norte-americano Lloyd Martim, responsável por essa jóia de lugar. O ambiente com móveis de madeira é pequeno, com apenas 8 mesas (seis na área interna e duas na área externa), e atendimento personalizado.

Durante o dia funciona servindo almoço executivo (prato principal + sobremesa = R$27,90), com pratos interessantes, mas um pouco menos elaborados que os oferecidos nas sextas e sábados à noite, quando a casa funciona como bistrô. O cardápio varia conforme a criatividade do chef e a qualidade dos produtos oferecidos em cada semana pelos mercados, tudo sempre fresquinho.

Apenas alguns itens se mantém no cardápio, como o Arroz de frutos do mar e o George's Filet (filet mignon grelhado ao molho de cogumelos com purê de batatas - R$45).

Nosso jantar foi aberto com taças de vinho branco acompanhadas de água e couvert (R$6) de pão sírio torrado servido com pasta de frutos do mar. Pretendíamos não comê-lo todo para ter bastante espaço para o que viria depois, mas não deu, estava tão gostoso que não sobrou nem um farelo sequer.




Diretamente da cozinha à nossa mesa, um prato da exótica cozinha molecular. Nunca tinha comido nada parecido, apenas visto na tv (Alô, Mago da cozinha!). Que empolgação! O chef Lloyd está inovando e brincando com os ingredientes. Não é um prato para alimentar, mas, sim, para uma experiência divertida e inusitada. Ele preparou um spaghetti alla puntanesca frio, sem utilizar farinha. O legal era que o formato era o mesmo de spaghetti, mas feito de molho. Não sei se consigo explicar a textura incrível... Ao colocar o spaghetti na boca, ele explodia na língua e era possível sentir "bolinhas" se desmanchando. Muito legal, adoramos a experiência.




Nos deixaram à vontade para escolhermos os pratos que mais nos agradaram e foi difícil, já que tudo parecia ser gostoso.




Concordamos que cada um iria comer metade de cada prato, fazendo com que os dois tivessem uma experiência gastronômica completa.

Claudio escolheu o prato bastante pedido, Arroz do mar: Lula, camarão, marisco, vôngole, lascas de peixe, arroz 7 grãos, hortelã, manjericão, cardamomo e coentro (R$34).






Enorme! Tive exatamente a sensação que Vanessa havia descrito a respeito do prato: gosto de maresia. Por mais que os ingredientes estivessem misturados conseguíamos sentir o sabor de cada um deles. O toque realmente ficou com os temperos utilizados, como a leveza da hortelã e o gosto marcante do cardamomo.

Sem subir para a terra, continuei no mar e saboreei o delicioso robalo grelhado ao molho de siri e batata sauté (R$42). Impressionou pelo seu aroma e altura da carne, um dos robalos mais altos que já vimos. Claudio declamou elogios...

O molho de siri era apimentadinho e o peixe e batatas macios. Sabor único... Uma delícia.

Por mais que bem servidos, ambos os pratos apresentaram a mesma características de serem bastante leves, fáceis para comer à noite sem que o estômago fique pesado.




Depois de comer tão bem, recebemos a companhia do chef Lloyd, que bateu um papo tranquilo conosco, contando um pouco sobre sua experiência e vontade de cozinhar com amor. Todo esse amor foi visto pela forma carinhosa com que ele falava do Gergelim, pratos e clientes. Segundo o chef, o que ele busca é fazer o que gosta e deixar o cliente satisfeito, tanto que é possível que o próprio freguês sugira o que gostaria de comer, mesmo que não esteja no cardápio, e se os produtos estiverem disponíveis, Lloyd diz cozinhar com prazer.

O chefe não tem pretensão de ampliar a casa para não correr o risco de transformá-la em um restaurante qualquer e deixar de lado a personalização do ambiente e atendimento intimista. É bom ver que ele pensa assim. O clima no Gergelim realmente é esse de um momento especial.

Mesmo satisfeitos aceitamos a sugestão de sobremesa e apreciamos o morango com sorvete de creme sobre maçãs quentes, assadas com canela (R$7,50).




Agradeço à Vanessa pela simpatia e ótimo atendimento, e Cristina e Lloyd Martim pelo convite de conhecermos uma opção gastronômica diferenciada e encantadora.





Endereço: Avenida Afonso Delambert Neto, 315-Lj 03 - Lagoa da Conceição. Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 3232-6684
Horário de funcionamento: Domingos, terças, quartas e quintas das 11:30h às 16h. Sextas e sábados das 11:30h às 23h.
Aceita cartão: Sim
Estacionamento: Sim

10 comentários:

  1. Pri!que graça de matéria!vou conhecer!bjosss

    ResponderExcluir
  2. Ando com o tempo tão curto que não frequentei mais o Saboreando ;(
    Adorei o prato com robalo, parece delicioso (adoro peixei, huuum)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, senti tua falta aqui pelos comentários...

      Excluir
  3. Estou surpresa, eu moro na Lagoa e nunca soube desse restaurante!! Gostei da dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Aii que vontade que me deu de conhecer este bistrô! Li tudinho (mesmo cheia de provas para estudar) e deu água na boca eheheh. Tenho mta vontade de conhecer estas comidas ''moleculares", assim que fala? hehe. Adorei, parabéns pelo post! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahhahaha espero que as provas não sejam prejudicadas. Depois não vem colocar a culpa em mim, hein? Aham, isso mesmo. Nós adoramos, foi muito legal!
      Bjj

      Excluir
  5. Ótimo post, muito bem escrito e coordenado.

    Sobre o restaurante, para uma proposta tão intimista e exclusiva, achei os preços bem honestos.

    Raramente vamos à Lagoa, principalmente à noite, mas quem sabe um dia apareceremos por lá para experimentar esse spagheti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, casal.
      O Gergelim é show, vale a pena reservar um tempinho para conhecer.

      Excluir