quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Stammtisch Joinville 2014

Passamos o final de semana em Joinville, município mais populoso de Santa Catarina, localizado no nordeste do Estado. O clima por lá é abafado, não tanto quanto Blumenau; ruas planas, poucos morros. A população, em sua maioria, formada por descendentes de alemães. A tradição alemã é perceptível por toda a cidade: além dos moradores, arquitetura, gastronomia e costumes. Duvido que exista algum joinvillense que nunca tenha comido marreco ou experimentado um bom chopp. Ah! Sem esquecer de peculiaridades que nada tem com a tradição germânica, mas são coisas do povo de lá mesmo, como comer caranguejo (de Floripa!). 

Justamente no final de semana em que visitávamos a cidade, ocorreu o Stammtisch 2014. No início eu tinha ficado com algumas dúvidas sobre o evento, pois nunca na minha vida tinha ouvido falar disso. Fui até a Visconde de Taunay, Via Gastronômica, conferir de perto a Stammtisch Joinville.

Fotos: Divulgação


Diferentemente do que pensei a priori, a "Stamm" não é uma feirinha ou festa alemã em si. O Stammtisch ("mesa familiar"), é um evento realizado pela Câmara Setorial de Gastronomia e Entretenimento da CDL de Joinville, com apoio da Prefeitura, em que grupo de amigos (10 a 25 integrantes) se inscrevem para poder ter uma barraca montada na rua. São diversas barracas padronizadas espalhadas pela rua. Apesar de não parecer, é um evento organizado e cheio de regrinhas. Cada barraca/grupo deve ter um nome e camiseta para que sejam identificados. Os grupos chegam cedo, às 09h da manhã para montarem suas barracas, levam suas bebidas (chopp não pode faltar) e comida. A rua fica lotada de barracas de amigos que comem, bebem e se divertem na rua. 

Os participantes estão proibidos de comercializar qualquer coisa, ou seja, os chopps são para consumo próprio. Quando dá 17h, horário de encerramento do evento, os grupos precisam desmontar suas barracas e limpar o espaço. Todas as regrinhas - que são várias - precisam ser respeitadas, caso contrário, o grupo que descumprir alguma delas será vetado do Stammitsch do ano seguinte. E olha que tem mais de 100 pessoas (grupos?) na fila de espera!






No começo achei bem bobo tudo isso, mas estando lá e sentindo a animação do pessoal, é divertido. Alemães não costumam ser muito sociáveis e comunicativos, é um povo mais sério e fechado, então, criaram uma forma de se socializarem mais facilmente. Ao invés de chamarem os poucos amigos para beber em casa, por que não fazer isso na rua? E, melhor, com vários grupos aleatórios em um mesmo espaço. Claro que atualmente o Stamm não é mais por isso, mas continua sendo um evento/festa de amigos. 

Como eu não conhecia ninguém, estava mais para ver a muvuca mesmo. Porém, estava acompanhada da tia de meu namorado, moradora de Joinville, que encontrou alguns amigos pelo Stammtisch e, além de conseguirmos uns chops geladinhos, consegui sentir o clima da festa. Quando eu mencionava que nunca tinha ouvido falar de Stammitsch, as pessoas me olhavam boquiabertas: "Como não?!". Depois que fui informada que o evento acontece em várias outras cidades do Estado, como Jaraguá do Sul, Guaramirim, São Bento, Blumenau, Santo Amaro da Imperatriz até Balneário Camboriú, me senti até uma estranha. Quem sabe um dia não teremos Stammtisch em Florianópolis?




Na Stammitsch Joinville me senti segura. Vi policiamento e também seguranças particulares; vi pessoas limpando suas sujeiras e também garis; vi crianças, jovens, adultos e idosos. Muito bacana. Valeu a experiência.

5 comentários:

  1. Em São José temos esta festa todo ano, no bairro Ponta de Baixo. Este ano foi no estacionamento do local onde antigamente era o "Cantuária". Vale a pena conhecer, ainda é pequena, mas é bastante animada.

    ResponderExcluir
  2. Essa festa acontece em Palhoça umas 4x ao ano... Em vários bairros é realizada, inclusive Centro e Pedra Branca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Pelo jeito está se aproximando de Floripa...

      Excluir
  3. Priscila, acompanho o saboreando faz algum tempo - desde que morava em Florianópolis durante a faculdade e agora morando em Joinville continuo acompanhando as dicas de Floripa. Mas dessa vez eu na minha humilde opinião gostaria de deixar as minhas dicas para a próxima vez que vieres a Joinville. São dois bares/restaurantes: Mais Bier e Rock'n Bier que ficam quase um do lado do outro. Ambos servem cervejas artesanais de produtores locais e tem cardápios acessíveis que alteram toda a semana. Eles também promovem em datas especiais um evento em que fecham uma rua e fazem um evento gastronômico e de cervejas! É bem interessante! Tem também a feirinha da Otto, que acontece em frente ao restaurante Mamma Lu, a cada 15 dias, que também tem um cardápio acessível e venda de produtos orgânicos. Se tiver um tempo na sua próxima vinda à Joinville, dê uma passada nesses lugares!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariana
      Tudo bem?

      Muito obrigada! Certamente procurarei por tuas indicações quando formos a Joinville novamente. Inclusive, a feirinha eu já tinha ouvido falar, mas ainda não a conheço...
      Super obrigada!
      Um beijo

      Excluir