terça-feira, 23 de outubro de 2012

Oktoberfest Blumenau

Sexta-feira passada fui com a minha família almoçar na Oktoberfest. A maior festa do Estado, inspirada na Oktoberfest de Munique, nasceu em 1984 e cresceu a cada ano.  Já passaram mais de 17 milhões de pessoas pelo Parque Vila Germânica em Blumenau. Atualmente é a segunda maior festa alemã do mundo, famosa por seu chopp, música, comidas e trajes típicos.

Nesse ano, a festa começou dia 10 de outubro e vai até dia 28, domingo (confira a programação), portando ainda dá tempo para quem não foi conferir.

Saímos perto das 14h de Florianópolis rumo a Blumenau. Chegamos à Vila Germânica esfomeados e assim que entramos no parque, fomos em busca de comida. Como era sexta-feira à tarde, não precisamos pagar ingresso para entrar. A taxa é cobrada para as noites, sábado e domingo.

A decepção foi grande ao nos depararmos com o pavilhão fechado. Estava crente que iria passar de cervejaria em cervejaria provando o que cada uma sabe fazer de melhor e até reencontrar uma delícia que tomei uma vez na festa e nunca mais me esqueci, o chopp de banana. Além disso, a intenção era assistir a shows e dançar, claro, mas a informação era de que apenas às 18h a parte mais animada da Oktober abriria suas portas.

O jeito era ir em busca de abastecimento. Como boa parte dos restaurantes estão no pavilhão, procuramos as opções da vila. Vi muito lanche atraente, como o hambúrguer de pato, comidas mais fartas, como a massa da nona (com linguiça blumenau), mas que o cliente deveria consumir sentado em algum cantinho... Queríamos uma estrutura no formato de restaurante e optamos pelo único nesse estilo que encontramos.

Pagava-se 30 reais por pessoa para comer à vontade. Assim que entramos tratamos de pedir uma das atrações da Oktoberfest: chopp! Chopp Pilsen, chopp de trigo, chopp de vinho, chopp, chopp e mais chopp. Todas as bebidas chegaram à mesa geladíssimas, deliciosas, super fáceis de ingerir.




O sistema era de buffet, com grande variedade de saladas, pratos típicos e outros nem tanto, e uma mesa maravilhosa de sobremesas

Eisbein, o joelho de porco, certamente é o que se destaca na festa em termos de gastronomia. Apesar de achar a aparência horrível, cheguei a provar uma garfada, mas apenas da carne, nada de gordura. Meus pais comeram, gostaram tanto que repetiram. Provei um pedacinho de kassler, uma carne de porco defumada bastante apreciada pelos alemães, mas não me fez salivar. Três estrelinhas para o marreco recheado que estava desmanchando e as salsichas branca e vermelha. Comi muito esses dois! Além de, claro, salada de batatas, chucrute e muita mostarda (tinha uns 4 ou 5 tipos). Para quem não pretendia se arriscar, opções menos ousadas como spaghetti, strogonoff, polenta, pernil, etc.

Mesmo não consigo mais respirar direito, entreguei minha alma às sobremesas. Duvido que vocês iriam negá-las depois de ver tanta variedade. Torta alemã, pudins de diversos sabores, sagu de vinho e tudo mais. Senti falta apenas do strudel... (Repeti a sobremesa, queria provar tudo.)




É engraçado ver pessoas com traje típico alemão, em sua maioria turistas. São diversas lojinhas espalhadas pela vila vendendo roupas, louças, canecos e lembrancinhas. Queria ter batido muitas fotos, mas tive problemas com a minha máquina.

Outra atração da festa é o Concurso Nacional de Tomadores de Chope em Metro. Os corajosos e beberrões com mais de 18 anos podem se inscrever gratuitamente com a comissão organizadora até o horário do início do concurso que ocorre sempre às 22h (dias 11 a 14, 17 a 20 e de 24 a 27). Ganha aquele que beber 600ml de chopp (1 metro) em menos tempo, claro que sem babar ou retirar o copão da boca. Parece difícil, mas dei uma procurada e ano passado teve moça ganhando medalha por virar em 16s65 e marmanjo bebendo tudo em 13s49!

Tive vontade de trazer uma tulipa de chopp em metro para cá e presentear meu namorado. Mas, pensando bem, quem teria que aguentá-lo depois de beber um metro de chopp, hein? Nada feito.

Passeamos até a comida baixar e o álcool sair do corpo. Seguimos viagem com destino a uma padaria de Brusque para levar para casa cuca de banana, macarrão caseiro e outros doces.


Oktoberfest Blumenau
Endereço: Parque Vila Germânica - Rua Alberto Stein, 1999. Bairro da Velha - Blumenau/SC.

2 comentários:

  1. Que legal! Adorei o post sobre a Oktober! Não poderia faltar! :)
    Gostei desse buffet, que paga 30 reais por pessoa. Parece que tu comeu bastante e ficou bem satisfeita. Tá mais barato que comer aqui, hahahahaha.
    Parabéns pelo post!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, temos que prestigiar as festas do Estado! Bjj

      Excluir