segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Santa Hora: Bebida e música

Chegou sexta-feira e não tínhamos planos. O que sabíamos é que queríamos nos divertir em algum lugar animado. Nesse dia nem chegamos a convidar nenhum amigo e nós dois aproveitamos como se estivéssemos em um grande grupo.

Dando uma olhada no site, vimos que o Santa Hora teria música ao vivo e tudo mais. O problema é que era pagode e Claudio e eu não somos grandes apreciadores desse estilo musical. Sem preconceitos, seguimos rumo ao bar. Chegamos cedo, acho que umas 22 horas, por aí. Achei estranho, pois estava vazio e, pelo que vejo quando passo em frente ao local, está sempre cheio aos finais de semana.

Não sei resumir a decoração. Vi de tudo, até a fachada de um kombi (não consegui foto, pois era ao lado do palco).

Escolhemos uma mesa, recebemos o cardápio e, sem fome, ficamos nas bebidas. Não quero afirmar nada, mas o que me pareceu é que o Santa Hora é para isso mesmo, beber.

Escolhi um drink com sorvete e bolacha Negresco. A minha enrolação para bebê-lo denunciou que não gostei muito da pedida. Muito doce para o meu paladar e extremamente forte, tanto que antes de beber metade do copo, pedi para o garçom colocar mais umas pedrinhas de gelo. Apesar de não ter me apetecido, sua apresentação estava impecável.

Partimos para cerveja e nossa primeira escolha estava em falta. Fomos de Quilmes (Argentina) litrão. Terminada, um baldinho de Brahma Extra. Aplausos para as cervejas do bar, pois t-o-d-a-s vieram geladíssimas, umas até congeladas e foram trocadas gentilmente pelos garçons.

E sem percebermos, o lugar foi enchendo, enchendo e enchendo. Terminamos nosso baldinho e fomos na área de dança. "Eu quero tchu..." O que a bebida não faz? A partir desse momento, todos nossos passos de dança foram frutos das dezenas de cervejas avulsas que consumimos pelo resto da noite. Só voltamos para casa depois de acabadas as duas bandas (acho que era 4hrs da manhã).

Para mim, foi uma das noites mais divertidas ao lado do meu namorado. Só comprovou o que eu já sabia, que não precisamos de mais nada e ninguém para sermos felizes juntos. Tá bom, estarei sendo hipócrita se descartar o álcool assim, na cara dura...




100 e poucos reais para um drink e muitas cervejas!

Ambiente: ♥♥♥
Atendimento: ♥♥♥♥♥
Higiene: ♥♥♥♥♥
Preço: $$
Sabor: ♥♥♥

ATUALIZAÇÃO: Este estabelecimento fechou.

Endereço: Avenida Madre Benvenuta, 979 - Santa Mônica. Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 3207-2773
Horário de funcionamento:
Estacionamento: Não
Aceita cartão: Sim

Mais em: Aond Ir

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Mari, concordo com você. Foi muito divertido.

      Excluir
  2. Hummm.. ao contrário de você... adoro um pagodinho :)

    A noite realmente pareceu boa!

    Cerveja e pagodinho animam qualquer pessoa!

    Beijos,


    Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não desgosto, apenas não sou fã, mas devo confessar... A noite foi DEMAIS! Beijão

      Excluir
  3. que linda declaração!!! eu teria adorado a sua bebida! sou uma formiguinha! curti a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isa, o namorado também falou sobre a declaração, rs. Com certeza irias gostar. Não sei o que me deu na cabeça para pedir uma bebida com bolacha...

      Excluir
  4. nossa, faz tempo que eu não vou no Santa Hora... boa dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazia muito tempo que eu não ia também. Foi a primeira vez com o namorado. A nossa noite valei muito a pena, Mirela.
      Bjs

      Excluir