sexta-feira, 25 de julho de 2014

May - Restaurante tailandês e vietnamita em Florianópolis

O domingo de sol nos levou até Santo Antônio de Lisboa, meu bairro predileto na cidade. Apesar do destino em frente ao mar, não era de frutos do mar o nosso desejo gastronômico. Pensamos em carne, mas a única opção na região seria o Ponto G Brasa & Fogão que já estivemos três vezes... Foi então que nos lembramos do May, restaurante que há pouco abriu suas portas bem em frente à Fairyland Cupcakes -  mesmos proprietários, por sinal. Feliz escolha.




Florianópolis estava carente de restaurante tailandês após ficarmos órfãos do excelente Thai. Pelo que tudo indica, o restaurante May chegou para suprir essa lacuna, apresentando aos clientes um cardápio enxuto com pratos elaborados a partir da fusão da cozinha tailandesa e vietnamita.

Apesar do excelente marketing investido, fomos desprendidos de qualquer afetação. Não fizemos reserva e por sorte conseguimos uma mesa logo que chegamos. Digo sorte, pois minutos depois iniciou-se uma fila de espera. O ambiente é pequeno, mas uma gracinha e agradabilíssimo, bem como eu imaginaria um restaurante para chamar de meu. Pouco se precisa estando localizado em frente ao mar, porém detalhes orientais contribuem para decoração. Pode parecer besteira, mas o que senti ao entrar no pequeno restaurante foi carinho.




Fomos recepcionados e encaminhados a uma mesa na área interna. Gostaríamos de ter sentado na área externa, mas todas as mesas estavam ocupadas. Assim que sentamos e recebemos o cardápio, já gostei do que vi: cardápio curto, apenas 5 pratos principais. Fico assustada com cardápios extensos (exemplo), nunca tivemos uma boa relação, então quando me deparo com algo conciso, fico animada.

Eu bem que tentei envolver o namorado para o vinho, pois vi rótulos que aprecio, disponíveis na Adega Carvalho Francês. Não deu. Ele foi mesmo é de cerveja (R$7,50), mesmo estando em falta a marca escolhida. Por ventura não beber vinho foi algo positivo, pois prestei mais atenção nos drinks. Escolhi o drink que leva o nome do restaurante, May, feito com vodka saborizada de coco, abacaxi e capim limão (R$20). É doce e pode enjoar, mas, digam "oi" para meu novo drink favorito.




Escolhemos Satay (R$18) de entrada, tendo em mente aqueles deliciosos servidos no Mr. Chow e Mr. Lam, sabem? Já estava salivando. Estranhamos os espetinhos quando chegaram, levando em consideração que já tínhamos uma imagem formada em mente. Apesar do breve desânimo, ao provarmos os espetinhos de peito de frango marinados e grelhados, voltamos a sorrir. A carne estava um pouquinho seca, mas a condimentação muito saborosa e melhor ainda o molho a base de amendoim que foi uma combinação certeira. 



Gostamos do mesmo prato principal, mas escolhemos dois diferentes para a experiência gastronômica ficar mais interessante. O primeiro eleito foi o Khao Phat Kung (R$44) e o segundo Pad Thai (R$48). 

Apesar das pimentinhas no cardápio (1 a 3), todos os pratos são servidos sem pimenta. O molho de pimentas é levado à mesa para o cliente temperar à parte. Atenção: o molho é forte mesmo! Perguntei de qual pimenta se tratava e fui informada que é um mix tendo como base a pimenta calabresa.




O Pad Thai é um prato frequente em restaurantes tailandeses no Brasil, conhecido como macarrão tailandês, feito de arroz. No May, é preparado com camarões e cubo de peito de frango salteado, cebolinha, gengibre, broto de feijão e molho de tamarindo. Sua apresentação impressiona mais que o outro prato, mas no quesito sabor é o outro quem leva o troféu. De sabor, consideramos apenas bom. Não o pediríamos novamente.

O Khao Phat Kung, por outro lado, estava delicioso demais! Arroz jasmine ("tailandês") frito com camarões e molho de tamarindo. A mistura entre camarões e molho com o aromático e suave arroz jasmine ficou perfeita. Posso estar enganada, mas senti gostinho de gengibre, mais do que no Pad Thai. Um prato que me faria retornar ao restaurante tranquilamente, embora queira marcar um jantar no May para provar outros pratos e, claro, drinks também.



Senti falta de algo com polvo no cardápio mas, claro, não dá para ter tudo. O restaurante me pareceu menos ousado que o extinto Thai, mas certamente mais preparado, atendimento mais bem sucedido e em um ambiente cativante. Indicamos o May como uma boa opção de restaurante em Santo Antônio de Lisboa. O sabor do Khao Phat Kung ficou na memória... Vale a pena conhecer.

Pagamos R$167,75 pelo almoço (2 pratos, 1 drink, 3 cervejas + serviço) e fomos questionamos ao irmos embora como estava a refeição, cuidado que simples com os clientes que aprecio. Logo logo estaremos no May de novo, dessa vez para um jantar sob as luzes natalinas.


Ambiente: ♥♥♥♥♥
Atendimento: ♥♥♥♥♥
Preço: $$$$
Sabor: ♥♥♥♥




May
Endereço: Estrada Caminho dos Açores, 1689 - Santo Antônio de Lisboa. Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 9118-8881
Horário de funcionamento: De quarta a sábado das 19h às 24h e domingos das 11:30h às 16:30h.
Aceita cartão: Sim
Estacionamento: Não

5 comentários:

  1. Olá.
    O Portal Floripa é uma empresa de publicidade e estamos divulgando através de nosso site, todos os tipos de Comércios, páginas, Blogs e serviços de Florianópolis.
    A cada dia inovando, vemos que mais e mais pessoas estão acessando, para conhecer e procurar serviços na grandfe Florianópolis.
    Temos a previsão do tempo e ventos de algumas das principais praias e transmissão de câmeras ao vivo em alguns lugares da ilha.
    Confira > www.oportalfloripa.tk
    Curta nossa página > https://www.facebook.com/o1portalfloripa?ref_type=bookmark
    se interessar, entre em contato.
    se preferir ligue > 48- 8414-1090 ou 9659-2761

    ResponderExcluir
  2. Na Tailândia, um pad thai ( que é nosso feijão com arroz ) custa R$5,00, nos EUA R$15 e aqui R$48. A maioria desses restaurantes de comida exóticas no Brasil acabam fechando as portas por limitar o mercado a quem gosta de comidas exóticas e pessoas da classe A ao invés de criarem pratos para todas as classes e fazer o boca boca funcionar em favor desses restaurantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thiago
      Tudo bem?

      Entendo perfeitamente tua colocação. Assim como em todo negócio, existe o público alvo, aquele que a empresa busca alcançar. Seja um tailandês, um japonês, indiano... É preciso compreender que cada restaurante tem o público que deseja atingir.

      Sushi no Japão é baratíssimo. Na Liberdade, em São Paulo, idem. Mas, por aqui acontece a mesma coisa em relação ao aumento de preços... Não só pelo público, certamente outros fatores influenciam, né? Mas, como consumidora, entendo perfeitamente tua colocação.

      Excluir
  3. Esse restaurante tem site?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basta clicar no nome do restaurante ao final do post.

      Excluir