sexta-feira, 8 de março de 2013

Pitangueiras: Jantando no Sambaqui, na beira do mar.

Em um domingo de janeiro, fomos jantar com um casal de amigos no restaurante Pitangueiras, situado no bairro Sambaqui, falado aqui. Assim que nos sentamos, tratamos de pedir as bebidas. Cerveja para os homens, suco de morango para Natasha e uma caipirinha de pitanga, atração da casa, para mim.




Como quando conversávamos para decidir qual o restaurante em que iríamos jantar, já falávamos sobre a certeza de pedir ostras, começamos por elas mesmas: uma dúzia de ostras ao bafo (R$15,80) mais uma dúzia de ostras gratinadas no provolone (R$23,10)




Ostras ao bafo com limãozinho... Ah, que coisa bem boa! Apesar de preferir ao bafo, gratinada vai bem. Essas foram ao forno com provolone, portanto, era de se esperar um gosto marcante do queijo. 

Teve espaço para mais um petisco antes de partirmos para o prato principal e o escolhido foi o camarão ao alho e óleo (R$39,20) super top. Alho é muito amor, né? Quase saímos no tapa para disputar os pedacinhos fritos que estavam sobre e sob os camarões.




Mais duas caipirinhas e outras cervejas, hora do prato principal. Aqui deixo os meus parabéns ao Pitangueiras pelo seu extenso cardápio, com opções para todos os gostos - principalmente o meu, rs. Claudio e eu pensamos em pedir o côngrio com siri mole, mas como estávamos em quatro e somos pessoas democráticas, acabamos pedindo o mesmo prato de nossa última visita, que conhecíamos e "sabíamos" que era bom. Trata-se do prato participante do Festival Brasil Sabor de 2012Linguado gratinado com alho poró e funghi Porcini (Linguado gratinado em camadas com molho de alho poró e funghi Porcini, guarnecido com arroz e farofa), elaborado pelo Chef. José Luiz Lueneberg. Pedimos também um pirãozinho de peixe para deixar o jantar ainda mais gostoso.




O peixe estava bom, assim como o molho e todo o resto. Porém, o encantamento diminuiu. Como podem ver aqui, é nítida a diferença da apresentação do prato que nos foi oferecida na primeira visita, dessa. O problema é que não foram apenas as fatias de pimentão, azeitonas e tomatinhos cereja que deixaram de existir. Dessa vez o prato não veio gratinado e só percebi isso depois de comer tudo, ter voltado intrigada para casa e abrir o post que eu já havia publicado. Se em linhas anteriores parabenizei o restaurante, aqui fica o meu puxão de orelha. Tudo bem que isso não fez com que estivesse ruim, longe disso, mas, certamente estaria mais saboroso se estivesse completo. Apesar do episódio, continuo sugerindo para vocês o linguado gratinado com alho poró e funghi porcini.

Espaço para sobremesa? Até não tinha, mas deixamos a noite completa pedindo a deliciosa Torta de Sorvete



Quem não provou ainda, não sabe o que está perdendo! É feita de sorvete de baunilha, merengues envoltos em chocolate e uma deliciosa calda de chocolate. O bom é que ela está disponível em vários restaurantes da cidade (Antônio's, Café Cultura, Papparella etc), além de ser vendida no Hippo e no Emrpórium Bocaiúva.

Mais que satisfeitos, pagamos a conta de R$246,28 por um bom jantar para quatro pessoas.

Ambiente: ♥♥♥
Atendimento: ♥♥♥♥♥
Preço: $$$
Sabor: ♥♥♥♥♥


Endereço: Rod. Rafael da Rocha Pires, 2861 Sambaqui - Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 3335 0398
Horário de funcionamento: De quarta a segunda-feira das 11:30 às 24:00
Estacioanamento: Sim
Aceita cartão: Sim

12 comentários:

  1. Priscila, sempre fui mto fã do Pitangueiras, mas tenho notado que nas ultimas vezes a qualidade/padrão dos pratos já não é mais a mesma. Infelizmente noto que varios restaurantes não conseguem manter o padrao, que é uma pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa
      Tudo bem???

      Que pena mesmo... Também adoro o restaurante.

      Excluir
  2. Pri... espero que crer que a apresentação tenha sido um "lapso" da cozinha do que acreditar que capricharam somente na época do Brasil Sabor!!!!

    Aline

    ResponderExcluir
  3. Olá Priscila. Não conheço o prato, mas pela sua descrição ele vai coberto por molho somente. Caso seja isso, o prato pode ser gratinado sem adição de queijo. Gratinar é qualquer alimento que vá ao forno e ganhe crocância ao ser dourado.
    Já, se dizia no cardápio que iria com queijo é falha do restaurante mesmo ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito pertinente o teu comentário, Guilherme. Reli o cardápio e, realmente, o restaurante não mencionou queijo algum. De qualquer forma,o prato não estava dourado, quiçá crocante - características existentes quando provado na última visita. Quando puder, atualizarei o post agregando a tua informação. :))

      Priscila

      Excluir
  4. Aaahh já meu deu água na boca só de ler e ver essas fotos!!!
    Embora tenha deixado a desejar na parte gratinada, a comida estava uma delicia!!!
    Ps: Gostei de saber que a torta vende no Hippo, vou comprar pra matar a vontade do doce em casa!!
    Beijos Natasha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tava bom mesmo!!! Hummm...
      E sabias que a distribuidora é aqui do ladinho de casa? Hhahaha já liguei para lá, claro...
      Beijocas

      Excluir
  5. Ana Cristina Marques Laskos8 de março de 2013 22:56

    Já fui duas vezes nesse restaurante, mas nao conhecia essa caipirinha de pitanga, na próxima experimentarei.....

    beijinhos.............

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana
      É gostosa, vale a pena experimentar.
      Beijos

      Excluir
  6. adoro o restaurante, e sempre belisquei, no dia q pedi um prato fiquei bastante decepcionada. estava muito sem gosto. o visual é maravilhoso e as caipirinhas divinas... mas o prato principal deixa a desejar! um ótimo lugar pra petiscar a noite/tarde toda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto também de beliscar. Mas, tenho uma sugestão de prato. Você já experimentou o linguado com funghi? É muito bom. :)

      Excluir