segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Mudando conceito na Taberna Ibérica

Comemoramos o aniversário dos pais de Claudio na Taberna Ibérica, restaurante de culinária portuguesa, especializado em bacalhau. Eles já conheciam o restaurante e haviam elogiado muito. Aliás, todas as pessoas que conheço que foram na Taberna, elogiaram. Bom sinal.

A primeira dica é reservar mesa com vista privilegiada para nosso cartão postal, a Ponte Hercílio Luz. O ambiente é calmo, o espaço clean e adega charmosa. Por esse charme, a segunda dica é pedir um bom vinho.




Durante a noite bebemos cerca de 4 garrafas do excelente vinho Crasto Douro Branco (2011) (R$63). Um vinho  maravilhoso! Muito refrescante e marcante. Entrou para a lista dos meus brancos prediletos.

Começamos pelo começo e pedimos Camarões à Guilho como entrada, abrindo mão dos bolinhos de bacalhau que certamente são deliciosos. Camarões salteados em azeite extra virgem com alho e salsinha, flambados no conhaque, servidos com cestinha de pães (R$32). O aroma vindo da cozinha antes mesmo da entrada chegar à mesa já fazia meus olhos fecharem de tanto prazer.




Adoro camarões preparados assim, com muito azeite de oliva. Aliás, o azeite de oliva utilizado na Taberna é o excelente Herdade do Esporão, o mesmo servido na melhor pizzaria da cidade, Elba d'Itália.

Seria inadmissível ir à Taberna e não experimentar a especialidade, o bacalhau norueguês, portanto, nem demos bola para as opções de massas, carnes e outros frutos do mar. Focamos nesse peixe, por mais que nunca tenha sido uma predileção minha.

Minha percepção sobre bacalhau mudou completamente após jantar na Taberna Ibérica. Foi lá que experimentei o melhor bacalhau de toda a minha vida. Se antes não sairia de casa com vontade de comer o peixe e provavelmente não o pediria se o visse em algum cardápio, retornaria dezenas de vezes à Taberna só para repetir o que provei nesse dia:

Bacalhau à Lagareiro Especial: Posta especial de bacalhau Gadus Morhua assado em azeite de oliva extra virgem com batatinha ao murro, generosamente regado com azeite e alho confitado (R$148). Os pratos são indicados para duas pessoas, mas, pedimos dois mais a entrada e dividimos entre sete.

Nossa! Que lindo, que gostoso, que leveza... Para quem ama alho como eu, esse prato é imperdível. Pedimos uma porçãozinha de arroz branco só para regá-lo com azeite e um pouco do alho confitado. 





O outro pedido foi o Bacalhau à Taberna Ibérica: Posta de bacalhau assado em azeite extra virgem com batatinhas em gomos, cebola assada, alho e azeitonas pretas (R$114). Confesso que eu não tinha dado tanta bola para esse prato, pois o anterior me conquistou devido à quantidade generosa de alho. Ainda bem que o provei e, pasmem, foi o meu preferido! Pensando que o Bacalhau à Lagareiro Especial estava incrível, imagem vocês o sabor do Bacalhau à Taberna Ibérica? No segundo, o sabor do bacalhau é mais presente, talvez por isso o preferi, pois o alho roubou um pouco a cena do primeiro prato.

Por fim, levaram duas encharcadas de ovos (R$9) de sobremesas como agrado para os aniversariantes, que foram divididas entre a mesa.




O atendimento é impecável, um dos melhores já recebidos aqui em Florianópolis. Notamos o cuidado e a forma como serviram cada um dos clientes. Se for ao restaurante, perceba que servem primeiro as mulheres e de acordo com a idade, da mais velha à mais nova, depois os homens, na mesma ordem decrescente. Nota dez. Estão de parabéns!

Lugar onde comer bacalhau de qualidade indiscutível, recomendo.

Às sextas-feiras a Taberna Ibérica oferece rodízio de bacalhau, com cerca de cinco pratos. Já estamos vendo uma data para irmos conhecer o rodízio e depois contamos tudo por aqui.


Ambiente: ♥♥♥♥
Atendimento: ♥♥♥♥♥
Preço: $$$$$
Sabor: ♥♥♥♥♥

Taberna Ibérica
Endereço: Rua Felipe Schmidt, 1333 - Centro. Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 3225-0913
Horário de funcionamento: Segunda a sexta das 18h às 24h. Sábado das 11:30 às 15h, e das 18h às 24h.
Aceita cartão: Sim
Estacionamento: Não

8 comentários:

  1. Parece maravilhoso...
    Dizem que primeiro a gente come com os olhos, então comi tudo hehe :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Ju. Apresentação conta muito, né?
      Beijinhos

      Excluir
  2. Oi! Sabe, conheci Floripa antes mesmo de pisar na Ilha. Seu blog me mostrou toda a cidade e me provou a magia da Ilha e da Internet, fazendo com que eu conhecesse uma pessoa e um lugar, com suas particularidades e até me sentisse como uma velha amiga. Tua e da gastronomia da Ilha. Agora minha retribuição, ínfima, mas de coração: se você gostou do Crasto Branco, TEM que provar o Crasto Tinto 2010. Não o Quinta nem o Flor do Crasto, que são maravilhosos, mas o Crasto Douro Tinto 2010, que sem dúvida é meu vinho preferido, daqueles com alma, sabe? Um beijo bem grande e obrigada por TUDO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Sarah.
      Bem vinda! Você é de onde?

      Ahhh, adorei o comentário, que fofa. Quero que te sintas íntima mesmo, assim, receberei sugestões tão boas como essa que você me passou. Eu vi o Castro Douro Tinto na carta da Taberna! Vou procurar nos próximos restaurantes que eu for, fiquei com vontade de experimentar. Diquinha anotada. Muito obrigada!
      Beijoca

      Excluir
    2. Sou de Jaguariúna, do ladinho de Campinas/SP.
      Quando estava de viagem marcada pra Floripa, comecei a pesquisar blogs de gastronomia pra chegar sabendo os dos e don't (daquelas que acha que não só de ostras e "sequencinhas" se vive uma Ilha). Amei demais o blog! Amei tanto que repeti a viagem de 2011 todos os anos seguintes e visito o blog toda semana.
      Beijo e sucesso!

      Excluir
    3. Que legal! Vez ou outra publico diquinhas sobre Sampa por aqui.
      Me senti lisonjeada por ter ajudado nas buscas de rests!
      Seja sempre bem vinda por aqui.
      Muito obrigada.
      Beijoca

      Excluir
  3. Pri.. querida.. conheci a Taberna ontem.. rodízio.. que maravilha hein?
    Super vale a pena!!! Tomamos o Tinto Esporão! MARAVILHOSO!!!!

    Beijos!

    Roberta Colares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Taberna é incrível, né? Super recomendo.
      Beijão, Rô.

      Excluir