sexta-feira, 9 de maio de 2014

Toca da Lontra: Um refúgio no paraíso - Lagoa da Conceição

Florianópolis, minha terra querida, não há no mundo uma cidade como você. Viajar sempre é bom, independente do destino. Há muito o que se ver mundo afora, paisagens surpreendentes, lugares elegantes ou a beleza da simplicidade. Quem já pisou em Floripa provavelmente irá concordar com seu apelido carinhoso: Ilha da Magia.

São lugares como o que apresento no post de hoje que me fazem sorrir por viver e agradecer por estar rodeada de tanta beleza. 

Nosso destino para um dos almoços do final de semana passado foi a Toca da Lontra. Lembro-me que quando iniciei o blog minha prima havia me repassado a recomendação de uma amiga sua (Bibi) para o Saboreando conhecer esse bar. Fico braba comigo mesma por não ter ido ao encontro desse refúgio mais cedo.

É comum e altamente recomendável a visita via barco, mas, caso você não disponha desse artifício, aqui vão as coordenadas para chegar até a Toca da Lontra de carro: Vá até o final da Avenida das Rendeiras, faça a curva e vire à esquerda, sentido Praia Mole. Na subida do morro, antes do antigo Latitude e atual Hostel Backpackers, existe uma rua superhipermega inclinada (infelizmente não bati foto, mas acredite). Se você não for corajoso ou se seu carro não for potente, vale estacionar antes de descer a ruela. Depois da primeira inclinação, vire à direita e à sua esquerda verá a discreta plaquinha de madeira com o nome do estabelecimento.




Não se acanhe. Você entrará pelo portão dos fundos de uma casa residencial mesmo, ó:




É mesmo uma toca. Mas, você provavelmente preferirá trocar a palavra por achado quando descer até a beira da Lagoa e se deparar com esse visual inenarrável.



Nossa escolha foi a mesa sob a sombra de uma árvore (aquela ali com cadeiras amarelas).

O ambiente é totalmente familiar. Quem nos atendeu foi o próprio proprietário Miguel e seu filho. O cardápio é curto, feito para quem quer passar boas horas por ali comendo petiscos frescos. Tão frescos que ficam guardados ainda vivos na água, como o siri, ostras e mariscos.




Ficamos boas horas por lá, bebendo cerveja (R$10 / 600ml) que veio sempre gelada e petiscando. 




Sem pressa pedimos bolinhos de siri (R$26) que eu indico muito, muito mesmo. O melhor bolinho se siri que já comi, totalmente suculento e crocante. Ah! E o melhor: sem dúvida nenhuma de estar comendo a verdadeira carne de siri, distante de enganações. Juntamente com a porção, chegou à mesa uma vasilha com água, folhas de laranjeira e uma toalhinha amarela para lavarmos os dedos para sumir com o cheiro de frutos do mar das mãos. Para fazer bom uso, basta rasgar as folhas e esfregá-las nas mãos - viva a velha sabedoria.





Ir à Toca da Lontra e não comer a lula recheada (R$17) seria uma heresia, afinal seu reconhecimento é nacional, quiçá, inter e carro-chefe da casa.




Fácil entender o porquê.

Entre sorrisos e cervejas, marisco ao bafo (R$28) e camarão ao alho e óleo (R$27). Tudo tão fresquinho, do jeito que o manezinho gosta. O marisco estava miúdo, mas para compensar veio em porção generosa. Antigamente não gostava de marisco, pois sua imagem me causava receio, hoje em dia não sei dizer se gosto mais de ostras ou de mariscos. Assim, ao bafo, é o melhor jeito de comê-lo, apesar de que com vinagrete é gostoso também.




O camarão bem fritinho com casca foi preparado com perfeição, totalmente crocante e com bastante gostinho de alho. Adoro! O tamanho da porção, assim como a dos mariscos, estava bacana também.

Dei-me por satisfeita enquanto meu namorado Claudio ainda finalizou um pastelzinho de siri (R$10) bem recheado, quentinho e crocante.




Tudo que experimentamos na Toca da Lontra estava delicioso. Comida simples e realmente caseira, uma dica certeira para quem é daqui ou de qualquer parte do mundo.

Depois nos esticamos no deque, tomando cerveja gelada e aquecendo os corpos com o gostoso solzinho de outono. Vontade nula de ir embora.




Mas, atenção, antes de sair de casa e pedir qualquer coisa, saiba que o bar não aceita cartão, somente dinheiro. Como não sabíamos, Miguel nos propôs uma transferência bancária. Gostamos da confiança depositada em nós pelo proprietário gente boa e temos a firme certeza que em breve retornaremos. 


Ambiente: ♥♥♥♥♥
Atendimento: ♥♥♥♥♥
Preço: $$$
Sabor: ♥♥♥♥♥

Endereço: Rod. Jornalista Manoel de Menezes, 433 - Lagoa da Conceição. Florianópolis/SC.
Telefone: (48) 9122-9162
Horário de funcionamento: De sexta a domingo das 12h às 19h.
Aceita cartão: Não
Estacionamento: Não

11 comentários:

  1. Adorei a dica!!!
    Com ctz vou conhecer!!

    ResponderExcluir
  2. Ai Priiii, fiquei com muita vontade de conhecer, que visual perfeito, e quantas comidinhas gostosas da nossa região. Em breve esse post estará no Menu Floripa também!!

    Beijinhos, saudades!!!!
    Helo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Helo
      Quanto tempo! Tudo bem?

      Que bom que gostou. É um astral mágico!
      Beijocas

      Excluir
  3. menina, quando vc disse "superhipermega rampa" eu não achei que fosse tanto assim! hahahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahah não minto! Que legal que você foi. Gostou? :)

      Excluir
  4. eu tentei, mas não completei a missão rsrs... fomos num domingo à tarde e quando chegamos lá não tinha onde estacionar (até aquela parte em que a rua fica de terra mais pra frente estava lotada). e aí, como tava um tempinho meio instável, ficamos com medo de chover e não subir a rampa de volta... deixamos pra outra oportunidade. acho que vamos tentar ir de barco na próxima :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, compreensível. Eu teria medo hahah. De barco é a melhor opção :)

      Excluir
  5. Olá pessoal....moro aq em Floripa e sou fã desse lugar...
    Da p ir caminhando.
    Estacione o carro no fibal da Rendeiras, tem uma trilha bem tranquila q leva ate lá.
    Katia Curti

    ResponderExcluir
  6. Nooossaaa eu amei a dica! Lugar maravilhoso e rampa intensa de descer e subir hehe mas vale o trabalho! E existe uma trilha que chega la tmb! Vale experimentar!

    ResponderExcluir